Qual a melhor hora para ter filhos?

Essa é uma pergunta difícil de responder, ou melhor, não tem resposta certa.  O certo é o casal saber tomar essa decisão sem sentirem-se pressionados pela família e sociedade, sem preocupações e dúvidas.

Quando iniciamos um relacionamento, iniciam-se também os planos, os sonhos, as prioridades desse relacionamento e na maioria dos casos, ter um filho não está no topo da lista.

Embora saibamos que a idade reprodutiva ideal para a mulher, vai dos 18 aos 35 anos, com alguma variação de mulher para mulher, muitas mulheres decidem postergar um pouco mais a gravidez, pois justamente perto dos 35 anos, ela está vivendo a ascensão profissional. Ainda que haja inúmeros casos de mulheres que se tornaram mães após os 40 e tiveram gravidez tranquila e filhos saudáveis, os especialistas recomendam engravidar antes, para ter a estatística a seu favor.

Além da idade, muitos casais pensam na estabilidade financeira, no estilo de vida que levam e até mesmo nas coisas que poderão deixar de fazer com a chegada de um bebê. Por isso, um dos principais fatores  para tomar essa decisão deverá ser a estabilidade da relação . Um filho vem para complementar e é uma grande responsabilidade, a maior de nossas vidas, mas não podemos olhar para essa decisão como um peso, pois juntamente com a maior responsabilidade de nossas vidas, vem também a melhor sensação que podemos sentir a sensação de plenitude e o amor incondicional. Trata-se de uma experiência que nem sequer pode ser explicada, só pode ser vivenciada.

Tenho muitos casais de amigos que optaram por ter o primeiro filho logo após o casamento e outros que preferiram esperar um pouco, se estabilizarem financeiramente ou curtir mais a vida de casal para depois pensar em filhos. Sem falar nos casais de amigos que não tiveram tempo de pensar e o filho veio antes da decisão. E, independente da ordem como as coisas aconteceram, a verdade é que a melhor hora para ter filhos é quando o casal sente vontade.

A psicóloga Vera Maluf, que apóia casais que enfrentam alguma dificuldade nessa área, publicou o livro Fertilidade & Maternidade – O Desejo de um Filho (Atheneu). No capítulo chamado “O desejo em nossas vidas”, ela diz que o desejo de ter um filho não é tudo, que precisamos também ter vontade. E explica: “O desejo é dado pela psique, libido, biologia – é um fato natural. A vontade é construída pela consciência, disciplina, interação – é um fato social. Educação é a arte de construir vontades”.

Hora certa de ter filhos

Foto: Ivy Leme Portilho