De quantos brinquedos uma criança precisa?

brinquedos

A Manu está com 4 anos e desde os dois anos venho fazendo a cada seis meses doações de seus brinquedos, no entanto esses dias contei e fiquei espantada quando descobri que ela tem 14 Barbies. Detalhe não dei nenhuma delas.

Durante toda a minha infância tive apenas uma Barbei e acho que foi suficiente. O excesso de brinquedos não é algo que vejo só na minha casa, em todas as casas que vou que tem crianças vejo montanhas e montanhas de brinquedos.

Raramente dou brinquedo para a Manu, quando dou presente procuro dar livros, DVDs, tintas, lápis de cor, canetinhas, pineis. Pois me assusta um pouco esse consumismo exagerado. E sempre procuro ver a indicação de idade dos brinquedos que ela ganha para oferecer nos períodos corretos.

Convesei com a psicóloga Margarida Chagas sobre a relação brinquedos e crianças.

A partir de que idade é bom começar dar brinquedos para uma criança?

A idade não é o fator principal. Atualmente, encontramos brinquedos adequados para qualquer fase do desenvolvimento infantil. O Importante é prestar atenção nestas informações e presentar os pequenos de acordo com sua faixa etária, ou seja, tomando todos os cuidados com a relação a sua segurança física e a fase do desenvolvimento cognitivo. Muitos brinquedos, inclusive, estimulam de forma positiva cada período.

Qual o melhor brinquedo para as crianças, o que ele precisa ter ou estimular nelas?

O brinquedo educativo é sempre o melhor. Inclusive, temos muitas casas especializadas nesta área. Com relação as suas características, como já citei, depende muito da faixa etária. Por exemplo: uma criança em fase de alfabetização pode ser estimulada positivamente com brinquedos que contenham números, letras, formas geográficas e problemáticas adequadas a sua idade. Se já estiver alfabetizada, nunca se esqueçam de presentear com livros, eles não só aprimoram a leitura como inserem a criança no mundo lúdico e das grandes histórias. Acho importante salientar que estamos em era tecnológica e, brinquedos eletrônicos, também são bem vindos quando usados de forma adequada. Não podemos comparar tempos antigos com os atuais e descartar o momento que nossos filhos estão vivendo, caso contrário, eles deixam de desenvolver habilidades importantes, por exemplo, para seu futuro profissional.

Por que é bom a mãe incentivar a doação de brinquedos?

Porque, além de evitar acúmulo de brinquedos, essa atitude desenvolve nos pequenos as primeiras noções de solidariedade, vivência em grupo, lidar com perdas e, principalmente, amor e respeito ao próximo.

Com qual idade a criança pode começar a doar os brinquedos?

Sempre que o brinquedo não for mais adequado, estiver em desuso ou perceber um acúmulo desnecessário.

Ter muitos brinquedos pode ser prejudicial? Por quê?

Depende da criança, não existe um padrão de comportamento estabelecido para todas as crianças. Algumas crianças têm mais, outras menos e não necessariamente apresentam algum “déficit” ou “qualidade” por esse aspecto. O importante é que os adultos tenham bom senso, não incentivem o consumismo exagerado e saibam que muito ou pouco brinquedo não substitui o amor de, por exemplo, um passeio no parque na companhia dos pais.