Acidentes domésticos com crianças: o perigo mora em casa

Os dados são alarmantes, segundo o Ministério da Saúde, os acidentes domésticos ainda são a principal causa de morte em crianças de 0 a 9 anos.  Queimaduras, asfixia, afogamentos e quedas são as causas mais comuns. Por isso, zelo e atenção em dobro devem ser prioridades para os pais, pois basta um piscar de olhos para que tudo aconteça. A pediatra Dra. Denise Bedoni, do Hospital Leforte, listou os principais acidentes que ocorrem dentro de casa e algumas dicas de como evitá-los.

Reprodução - Imagem Google

Reprodução – Imagem Google

 Queimadura: Cozinha não é lugar de crianças. Mantenha longe do fogão e das panelas  principalmente durante o preparo das refeições. Cuidado, também, com o ferro de passar.

– Asfixia: Crianças menores correm o risco de estrangulamento com fios e cordas, atenção com o uso de talco em grande quantidade na região do tronco.

– Afogamento: Balde /Bacias- Guarde-os sempre virados para baixo. Se a sua casa tem piscina, impeça o acesso da criança à área com grade de proteção.

– Quedas: Escadas, sacadas e lajes não são apropriadas para seu filho. Redes nas janelas e portas de contenção que impeçam o acesso às escadas ou áreas perigosas são necessárias.  Evitar deixar no trocador ou em cima da cama. Apoiá-los no chão com tapete ou edredom.

Envenenamento: Produtos de limpeza, principalmente os acondicionados em garrafas de PET (refrigerantes) venenos e medicamentos são responsáveis por muitas intoxicações acidentais. Deixe sempre em armários trancados ou em prateleiras fora do alcance das crianças.

Dicas:

  • Panelas com cabo: devem ser posicionadas nas bocas de trás do fogão
  • Tomadas: sempre revestidas ou com suporte
  • Toalhas de mesa podem ser facilmente puxadas. Então deve-se tomar cuidado para não deixar nada em cima da mesa que possa cair e quebrar.
  • Use protetores nas quinas dos móveis
  • Fios podem dar choque. O ideal seria embuti-los na parede.

Fonte: Dra. Denise Bedoni – pediatra do Hospital Leforte

site: http://leforte.com.br/