Como escolher o obstetra

Quando pensamos em escolher um médico é sempre complicado, pois devemos levar em consideração uma série de fatores, particularmente, acredito que a escolha do obstetra é uma das mais difíceis.

Não faria pré-natal nem parto com a ginecologista que me consulto atualmente, considero-a uma excelente ginecologista, porém sei que ela iria me induzir ao parto cesariano, e foi o que aconteceu no parto da minha filha, Manu.

Na época me consultava com outro ginecologista, durante o pré-natal me senti segura e acolhida, porém após o parto e começar a trabalhar com matérias na área materno infantil percebi que fui manipulada, que ele omitiu todas informações sobre gestar e parir uma criança.

Uma consulta de pré-natal não consiste apenas em verificar exames de sangue, urina, fezes e ultrassom. É o momento que o médico pode e deve nos passar informações sobre as mudanças que estão ocorrendo no nosso corpo, o desenvolvimento do nosso bebê, o que podemos fazer para que todas essas mudanças aconteçam da melhor maneira. E principalmente o que é o parto, sem mitos, crendices e supostas indicações para cesarianas.

Creio que a grande maioria das mulheres, mães de primeira viagem, não tem nem 10% das informações que uma gestante precisaria ter para parir e cuidar do seu filho, muitas coisas a gente acaba aprendendo só com a vivência, mas todas mulheres merecem ser respeitadas e terem o direito do escolha, escolha do médico de como gestar e parir.

 

Reprodução - Imagem Google

Reprodução – Imagem Google

Conversei com a ginecologista e obstetra Dra. Barbara Murayama que passou alguns conselhos que a grávida deve se atentar na escolha de seu médico.

“Acredito que dentre os critérios mais importantes são: reunir informações sobre a formação do médico, saber se realizou residência médica reconhecida, e se o especialista obteve o título de especialista em ginecologia e obstetrícia pela Febrasgo”, avalia Dra. Barbara Murayama.

É muito bom buscar referências com pessoas que eventualmente já conheçam o médico. Outras mulheres que tenham feito todo o pré-natal com o/a obstetra. Segundo a Dr. Bárbara “dá mais tranquilidade e ajuda a criar simpatia logo no início. Você tem que confiar e gostar da pessoa que vai participar do momento mais importante da sua vida”.

A paciente precisa expor suas expectativas sobre o parto e, perguntar se a/o obstetra responde e-mail, atende telefone, qual a melhor forma de se comunicarem fora das consultas agendadas. Ele atende pelo plano? Segue alguma orientação para o parto ( parto normal, humanizado, cesárea…). E também:  “O obstetra tem obrigação de comunicar a paciente se estará viajando na época do parto, e, nesse caso, se terá alguém para substituí-lo”, afirma a Dra.

Depois da experiência que tive com o meu parto acho que o ponto mais importante para se preocupar é o “estilo/ tipo” de obstetra, ou seja, o conselho que dou para a mulher que deseja ter um parto vaginal é que procure um obstetra especializado em parto humanizado, falo por experiência própria, por conhecer muitos médicos (há cinco anos faço uma matéria por dia com um médico), e por ter vivenciado casos de várias amigas. Se o seu médico não for humanizado, você pode ter certeza que por mais que ele fale que vocês “tentarão” o parto normal, dificilmente você o terá, no final do caminho algum probleminha aparecerá e você acabará com um bisturi em sua barriga.

Pré-natal

A colaboração da gestante é muito importante para que ocorra um pré-natal de sucesso. “Gosto que as minhas pacientes sejam sempre sinceras, expondo suas queixas e dúvidas, por mais banais que elas achem que pode ser, sobre medicações, tratamentos e exames. Devem comparecer em todas as consultas e seguir as orientações solicitadas.”, alega a obstetra.

Além da parceria médica e paciente, não podemos esquecer-nos do futuro papai, que também precisa participar, confiar e  criar laços com a especialista. “Feito tudo isso, os 9 meses seguirão tranquilos, e, mesmo que haja complicações, a gestante se sentirá acolhida e segura

Fonte: Dra Bárbara Murayama é ginecologista e obstetra

Site: www.gergin.com.br